30/10/2020

SOBRE O POSITIONS DE ARIANA


2020 tem sido o ano de novos lançamentos das maiores cantoras pop da estratosfera; Katy Perry, Dua Lipa, Lady Gaga, Taylor Swift, KeshaVoluminho, Sandy e agora, Ariana Grande. Adele a confirmar. Só que com Positions, a cantora de 27 anos, caminha cada vez mais distante do pop e se firma como grande e maior nome do rhythm and blues atual. E isso não é uma coisa ruim... Entretanto...

 

Esse seu sexto álbum é uma chatice. E tudo indicava que seria; o primeiro single, positions é um dos mais fracos da carreira da irmã de Cynthia Lee Fontaine PLIM. Por consequência óbvia, o disco é o mais fraco também de todos. Isso é quase irredutível pra mim - ouvi mais de três vezes numa tacada só e a minha concepção não muda. Certeza que vai ser um daqueles arquivos empoeirados baixados no meu streaming, afinal temos coisa muito melhor pra ouvir.


Foto: Divulgação

Não importa que ela esteja falando sobre sexo abertamente e de forma muito elegante. Não importa que existem colaborações incríveis no track list - The Weeknd passa e é esquecido na mesmice desse churrasco. Não importa que algumas melodias são - até - bonitas. Não importa que ela retome às origens de cosplay vocal de Mariah Carey, sua nave mãe. Não importa o stripped down dado. Não importa os sussurros, confissões e flertes com disco-funk e neo-soul no curto álbum.

Fotos: capas alternativas Positions (Universal)

E não precisa de "farofa" para fazer um bom trabalho de diva pop - já imaginando os contra argumentos dos arianators mais tumultuantes. Faltou novidade, ousadia e vontade. Ariana parecia ter coisa melhor pra fazer - lamber donuts talvez? - e sem tempo pra focar, parça! Se essa for a sua verdade, soa como inverdades pra mim. 

Positions finda irregular e meio tonto, a capa sem graça tá aí pra não me desmentir. Ainda bem que o top 3 deu uma leve salvada, 1) do desastre completo e 2) de uma nota bem mais baixa que essa. 

Mas nada disso importa, vai hitar mesmo assim. Beijas.

OUÇA POSITIONS!

Nenhum comentário:

Postar um comentário