04/02/2020

AS 25 MELHORES MÚSICAS NACIONAIS DA DÉCADA


A música brasileira da década passada foi regida por muita coisa estranha mas alguns sábios e encantadores artistas trouxeram a salvação. Tem listinha no Spotify, sim! E que comecem os trabalhos na nova década.






25 MELHORES DA DÉCADA
NACIONAIS [25-01]




25 SHOW DAS PODEROSAS - ANITTA (2013)
A música que apresentou McLarissa para o mundo é um hino de auto-confiança e que coloca as mulheres onde elas merecem: no poder. Prepara!




24 PESADÃO - IZA + FALCÃO (2017)
Hino das blindadas! Música pop com propósito. Iza é vida.







23 C* DO MUNDO - ADRIANA CALCANHOTTO (2018)
O furto, o estupro, o rapto pútrido/ O fétido sequestro/ O adjetivo esdrúxulo em U/ Onde o cujo faz a curva/ O c* do mundo, esse nosso sítio/ O crime estúpido, o criminoso só/ Substantivo, comum/ O fruto espúrio reluz/À subsombra desumana dos linchadores.



22 COWBOY - BANDA UÓ (2012)
Esse trio anda fazendo falta. Aqui transformam gêneros genuinamente brasileiros numa nova proposta de ironia com emoção. Cavalga em mim!






21 CLARIDÃO - SILVA (2012)
Saudade quando Silva lançava coisas arrojadas e não essa bossa batida que ele adotou.






20 NÃO FOI CABRAL - MC CAROL (2015) áudio
Melhor uso do Hino Nacional Brasileiro com pitadas de aula de (verdadeira) História. Numa época que presidentes falam que índios "cada vez mais parecem humanos", McCarol é a voz da responsabilidade. Versão original indisponível no Spotify.




19 DEPOIS - MARISA MONTE (2011)
Marisa Monte incorporou Roberto Carlos e fez sua música mais brega, radinho de pilha e maravilha. Emocionante até hoje. Linda em todos os sentidos.





18 NÃO EXISTE AMOR EM SP - CRIOLO (2011)
Tá difícil existir amor em qualquer lugar mas ainda existe sim. A canção manifesto de toda uma década.






17 BANG - ANITTA (2015)
Quando Larisa quer, ela consegue lançar algo arrojado fora da gama óbvia do pop funk. Bang é um estouro com videoclipe inesquecível a tiracolo.





16 LISTA VIP - BOSS IN DRAMA + KAROL CONKA (2015)
Se existem almas gêmeas no mundo pop, são esses dois.







15 DESCONSTRUÇÃO - TIAGO IORC (2019)
Os tormentos de uma geração refém, vítima e carrasca das redes sociais, é alma desse manifesto em forma de poesia dura musicada. Chico Buarque teria orgulho.





14 UM ABRAÇAÇO - CAETANO VELOSO (2012)
Caetano Veloso, na sua idade plena, segue inquieto dizendo para todos que a cultura brasileira importa, sim. Ele demonstra versatilidade e curiosidade aos novos rumos no seu jeito de expressar.  




13 OBLIVION LOLÓ - MC CAROL VS GRIMES 
(JALOO MASHUP) (2013) clipe
Jaloo fez desse encontro inesperado, o mashup mais mágico da vida. Versão indisponível no Spotify.





12 MIAMI MACULELÊ - GAL COSTA (2011)
Dos medalhões, Gal foi a que mais se reinventou. Esse funk pós moderno é o exemplo de sua arte, inquietude e magnitude. Segue a explosão. Diva.





11 PENSANDO EM VOCÊ - PEARLS NEGRAS (2014) clipe
O trio que tinha tudo para ser o grande expoente da mistura do funk pro mundo, foi a grande promessa perdida de 2014. Essas meninas tinham tudo para estourar: atitude, look e fator x. Por ondem andam? Please come to Brazil! Infelizmente não tem no Spotify.







10 K.O. - PABLLO VITTAR (2017)
A maior drag queen do mundo é a grande exportadora da música brasileira. Pabllo mistura suas raízes e entrega o brega mais fofo do mundo. Esse forrozinho é inesquecível e marcou pra sempre nossos corações.




9 MARIA DA VILA MATILDE - ELZA SOARES (2017)
E quando o samango chegar/ Eu mostro o roxo no meu braço/ Entrego teu baralho/ Teu bloco de pule/ Teu dado chumbado/ Ponho água no bule/ Passo e ofereço um cafezim/ Cê vai se arrepender de levantar a mão pra mim. Rainha!



8 EU VOU FAZER UMA MACUMBA PRA TE AMARRAR, MALDITO! - JOHNNY HOOKER (2015)
Relatos, devaneios, coração partido e o desespero de um amor desestruturado. Passional é pouco. Viva a dor desse amor maldito?




7 XIRLEY - GABY AMARANTOS (2011)
Gaby pegou toda cultura da aparelhagem do Norte e deu presente para o resto do Brasil. Ainda bem.





6 MANÁ - RODRIGO AMARANTE (2013)
A música solo do Hermano é uma assombração e anos luz de sua morada conhecida. Uma co-habitação e poesia na sua máxima vertente. Cave-a.




5 LADO BOM - DANI VELLOCET (2018)
O pop perfeito que vem com palminhas, sorriso no rosto e a celebração mais fofa para toda forma de amor. Você é meu lado bom, é meu coração, batendo do lado de fora. Guarde esse single com muito carinho dentro de você, ele é mega especial.




4 MAIS NINGUÉM - BANDA DO MAR (2014)
Sem soar piegas e acima de tudo, com uma honestidade que só os apaixonados compreendem, Mais ninguém é indie poesia do começo ao fim. Essa batidinha, esse baixo, esse canto...


3 VELHA E LOUCA - MALLU MAGALHÃES (2011)
A música que separou Mallu menina da Mallu mulher, apresentando maturidade e sagacidade na sua arte. Aqui começou uma nova era, que se mantém no alto até hoje.



2 PERFUME DO INVISÍVEL - CÉU (2016)
Desde o cantar sobre coisas corriqueiras como beber um café ou regar plantas, ou da batidinha dance tropical disco retrô, é possível notar que estamos diante de algo precioso. Um cuidado em cada detalhe, uma sutileza em cada respiro e um novo encantar quando ouvimos de novo.



1 BOLSA DE GRIFE - VANESSA DA MATA (2010)
Com Bolsa de grife, Vanessa trouxe Mutantes, Novos Baianos, psicodelia e ar de vanguarda, junto com uma letra esperta, direta, cruel e engraçada - oh ideia boa! Os relatos de um consumo desenfreado que te curará de todos os males (gripe, angústia e a dor), cresce a cada minuto. A maior obra esquecida de Vanessa.






CONFIRA TAMBÉM!





Nenhum comentário:

Postar um comentário