21/01/2020

SOBRE O REENCONTRO DE JENNIFER ANISTON E BRAD PITT


Brad Pitt ganhou o prêmio de melhor ator coadjuvante por Era uma vez em... Hollywood. Jennifer Aniston foi coroada melhor atriz em série de drama por The Morning Show. A premiação era o Sag Awards. Depois que Brad desceu do palco com a estatueta nas mãos, foi para os bastidores ser fotografado, entrevistado e tal (além de ter seu nome prensado no troféu). Na sequência, Jennifer subiu para pegar seu prêmio. Brad espiou tudo no telão dos bastidores. Lá sabia-se que existem 800 mil jornalistas para registrar os campeões da noite.

Corta para 1998.

O empresário da atriz armou um encontro às cegas, acomunado com o agente do ator. Imagina que delícia seria se os dois se juntassem? Ambos numa operação cupido milionária, conseguiram juntar o que podemos chamar de "casal de ouro" para a Indústria do Cinema e para os bolsos dos empresários por trás da "marca". A brincadeira deu certo. Brad e Jennifer tornaram-se o casal mais amado e celebrado no final dos anos 90 e comecinho dos anos 2000.

Fotos: Reprodução

Casaram-se. O casamento durou cinco anos com mais dois anos de namoro na conta. Não tiveram filhos; ela sempre priorizou sua carreira. Jennifer investigou toda a vida do ator quando começou a sair com ele. Dizem, na verdade, que o tal blind date foi planejado por ela. Há quem diga que ela queria por queria namorar o homem mais sexy do mundo, eleito naquele ano pela People Mag

2014 o então marido da eterna Rachel Green, começou a filmar Sr. e Sra. Smith com Angelina Jolie. Ele pulou a cerca e não foi um pulinho bebê. Em 2015 o casamento dos dois acabara. E mais uma comoção pública: você é #TeamAngelinaJolie ou #TeamJenniferAniston? Muitos pintaram Angelina como vagabunda, destruidora de lar, aqueles xingamentos machistas horríveis corriqueiros. Pitt saiu como gostosão garanhão loirinho vítima de uma sedutora desalmada. Jennifer foi pintada como a mulher largada, sozinha, sem filhos. Toda uma novela ruim em torno dessa "trama".

Como todo mundo sabe, Pitt casou com Jolie e o casamento durou mais de 10 anos com um time de futebol de filhos lindos a tiracolo. O divórcio foi complicado já que milhões de dólares foram envolvidos no processo - será que História de um casamento foi baseado neles? Aloka! Os dois seguem bem discretos em relação a tudo isso. Aparentemente se respeitam. E só. Ainda bem.

Corta para 2013.

A mãe de Jennifer Aniston morre e Brad entra em contato com Jen para prestar condolências sobre a terrível perda. Isso aproximou os dois, que até então tinham zero contato. Jennifer ficou muito magoada com toda exposição e traição do ex. 2015 completaria 10 anos de divórcio.

Corta para 2020.

Como os dois estão se cruzando direto por causa da série de premiações que acontece sempre no começo do ano. Muita gente estava sedenta para esse reencontro. No Globo de Ouro não houve isso (pelos menos sob holofotes). Ambos estão solteiros - Jennifer também se divorciou do ator Justin Theroux. E a dependência doentia de nostalgia que nos domina nos dias atuais vive de coisas desse tipo. Imagina se eles se reencontram, se apaixonam novamente e vivem felizes para sempre? Balela. Os dois hoje são amigos e que deixaram todo o passado sofrido para trás. Conversam, trocam SMS, como você faz com um dos seus. Mas vamos especular? Ou você acha que os empresários deles não sabem nada disso? Queridinha, acorda!

Foto: Sag Awards 2020

Claro que Brad foi instruído por seu agente aproveitando a logística da entrega de prêmios. Se ela ganhar, fica assistindo, vai ter um monte de repórter registrando e vai ser lindo para a imagem de ambos. Vai ser capa de revista, vai quebrar a Internet, vai todo mundo falar disso. Deixa o povo fantasiar. Eles precisam. Aí quando ela vier para os bastidores, faça questão de falar com ela e faça mais questão ainda que todos vejam. De brinde, talvez você ainda irrita a sua ex-esposa que levou milhões da sua conta. E o que aconteceu? Plim!

Alguém duvida que Jennifer Aniston seria convidada para o Oscar? Adivinha quem está concorrendo como melhor ator coadjuvante? Sim, sim, sim!

Até uma expert em linguagem de sinais foi chamada para analisar as fotos. Hahahaha!

"...o olhar amoroso de Brad sobre sua ex parece muito como se ele estivesse voltando para o seu grande amor, especialmente porque ele está segurando um prêmio em sua mão livre para sugerir que ele venceu na vida. Mas seus gestos são estranhos, como agarra o pulso dela de forma possessiva, mas também carente de intimidade genuína" - afirma Judi James.

Ela também disse para o jornal Metro que o beijo dos dois demonstrava zero vontade de proximidade por parte da atriz. Um beijinho torto.

Viu o buzz que gerou? Até perdi meu tempo para escrever sobre isso. E aposto que você perdeu o seu também comentando no grupo de migas no Whatsapp.

"Foi fofo" - essa foi a resposta de Jennifer Aniston sobre reencontrar o ex.

Então torcer para esse casal voltar é pura idiotice. Só alimenta uma nostalgia tosca, uma Indústria que vive de vender coisas irreais, agentes que manipulam ações que deveriam ser espontâneas e ainda pinta um galã grotesco como príncipe encantado que retorna para reconquistar sua princesa abandonada. Boy lixo é o nome. Também dizem que Brad Pitt é um homem superficial, desinteressante, vazio e burro. Sua falta de intelectualidade teria sido o grande motivo de sua separação - Angelina Jolie não queria mais um homem desses ao seu lado. Acredito que Jennifer Aniston também não.

3 comentários:

  1. diz q jollie terminou c brad pq ele era transfobico com a filhinhaq nao gostava de se vestir com roupas de menina. foi o boato q ouvi, se é verdade, nao sabemos

    ResponderExcluir