09/01/2020

RETROSPECTIVA 2019: MELHORES DISCOS


Última parte da nossa retrospectiva. Sim, enxuta dessa vez. Já revisitamos músicas, filmes e séries e dentro do âmbito musical, faltou a escolha dos melhores álbuns de 2019. Foi um ano enigmático, digamos assim. Numa realidade, onde os EPs e singles, dominam a dinâmica do mercado, muitos discos já nasceram clássicos modernos, divinos e maravilhosos. Aposto que vai concordar e muito com essa preciosa listinha. 



TOP 10 | DISCOS







10º RITUAL - DAVI
O fim da saudosa Banda Uó trouxe frutos lindos de tal hiato, como nesse caso. Mistura de sofrência batidinha chique tropical, Davi faz um convite a todas ramificações do amor. Da mais serena a mais sexy. Um passeio e tanto.



9º SUNSHINE KITTY - TOVE LO
Metade sensacional, metade muito bom, é um dos discos pop mais bacanas de 2019. Não tem vergonha alguma em ser pop descomplicado, divertido porém estruturado. Não é caótico e tampouco histérico. Tove Lo pegou o selo de basic rasgou e jogou na nossas cara. Ainda bem.



8º ATLANTA MILLIONAIRES CLUB - FAYE WEBSTER
Nem precisava ser bom com essa capa, mas é incrível como sua estampa.  Tem uma mistura sessentista-setentista, romântica esfumaçada poeirinha country folk e nada disso soa datado ou confuso. É disco autoral com A maiúsculo.




7º FINE LINE - HARRY STYLES
Melodias belíssimas, foco no clássico, experimentações viajantes (oi?) e olho no futuro, tudo isso embalado numa identidade 100% britânica. Dá gosto presenciar um artista em sua plenitude criativa. O nome disso, além de inspiração, é paixão. Êxito total.




6º MY NAME IS MICHAEL HOLBROOK - MIKA
Mika mira e acerta na sensibilidade do amor real (esqueça aquela baboseira platônica) e da liberdade sexual. A conversa sobre sexo é divertida, natural e sem vergonha de expressão. Não há pudor,  tampouco vulgaridade. Sexo é lindo, amor é necessário. C'est la vie






5º APKA! - CÉU
Sempre atmosférica, Céu aparece aqui, extremamente romântica, sentimental e de peito aberto. Suas palavras surgem em melodia, prosa e recadinhos, temperando sua intimidade na forma de arte pura. Combinação perfeita de sintetizadores e planos orgânicos. Sua versatilidade é coesa e sua expressão, linda. Todo rádio fica feliz.


4º THANK U NEXT - ARIANA GRANDE
A pequena grande cantora que não para de lançar músicas (e discos) incríveis, teve em 2019, diferente de sua vida pessoal, sucesso atrás de sucesso. A sua destreza em pegar o caos particular e transformá-lo em hits, sem qualquer piedade de expor seu coração e sua verdade, é admirável.



3º IMMUNITY - CLAIRO
Seu papo é reto e a mensagem chega rapidamente aos nossos ouvidos. Essa "falsa" intimidade faz toda diferença. Não chamaria de um disco triste, mesmo com toda uma penumbra melancólica beirando faixa por faixa. O disco não tem sequer um minuto ruim. A grande surpresa do ano.



2º NORMA F***ING ROCKWELL - LANA DEL REY
Lana caminhou devagar para chegar onde chegou nesse irretocável álbum. Nele podemos apreciar todos os elementos que caminham juntos com ela desde o dia 1. Aqui todos eles se alinham perfeitamente, entregando um disco que será lembrado por muitas gerações como um dos maiores da década. Aclamado por mérito, enaltecido também. Diamante puro.

1º MADAME X - MADONNA
Madonna é uma Força criativa incansável. Não está interessada em colher louros do passado, quer inovar e criar, às vezes peca em querer agradar o mainstream e erra. Mas quando ela se concentra, o resultado é inacreditável. Madame X é uma explosão de sentidos, texturas e de conceito amplamente versátil. É um disco interessante, espontâneo, nervoso, crescente, múltiplo e inesquecível. O melhor do ano.





CONFIRA TAMBÉM!




Nenhum comentário:

Postar um comentário