29/11/2019

AS 10 MELHORES MÚSICAS DAS PUSSYCAT DOLLS


O retorno é real e As Pussycat Dolls estão se reunindo para uma turnê em 2020, com Carmit Bachar, Ashley Roberts, Nicole Scherzinger, Jessica Sutta e Kimberly Wyatt. Melody Icônica ficou de fora por motivos óbvios né mores? O anúncio foi oficializado e as primeiras datas já foram divulgadas. Por enquanto são nove apresentações apenas no Reino Unido em abril, o que coincide com os compromissos de Nicole no X-Factor, que na próxima temporada vai montar um super grupo 


Foto: Joe C. Ryan/Invision/AP

X-Factor tem pago muitos boletos e por isso foi escolhido como a grande estreia desse comeback temporário. Nesse sábado acontece a final do horroroso X-Factor Celebrity, onde Nicole foi jurada e mentora. Em tempo: ela agora é sócia da marca Pussycat ou você acha que esse retorno sairia barato? Sem Nicole não tem Dolls - as outras permanecem coadjuvantes. Novas datas devem ser anunciadas nos EUA afinal elas são de lá e seria mega injusto com os fãs. Sobre shows no Brasil, melhor esquecer. Material inédito não foi mencionado se seria ou não lançado.

UPDATE: Confira a primeira apresentação que aconteceu nesse último sábado no X-Factor.




Para celebrar tudo isso, escolhemos as 10 melhores músicas e a tarefa até que foi bem fácil. Foram só dois álbuns lançados e eles não são lá obras primas do pop. Um fato: eles possuem excelentes singles. 





TOP 10 | PUSSYCAT DOLLS


10ª I DON'T NEED A MAN (2005)
Sensacional quinto single do primeiro disco das Bonecas. Sim, elas não precisam de homem. Isso sim é Girl Power. O arranjo usa metais e vai além do óbvio. É inspiração pura. Nicole ajudou a escrever alguns versos mas a faixa foi composta por um homem. Esperamos que ele seja no mínimo gay. Aquelas.




9º DON'T WANNA FALL IN LOVE (2008)
Solo de Kimberly Wyatt, essa faixa lançada na versão deluxe do Doll Domination (estranhamente o último disco delas) foge muito da sonoridade do grupo. Tem uma pegada comecinho dos anos 90 deliciosa. Um tesourinho escondido.





8º HOT STUFF [I WANT YOU BACK] (2005)
Nicole revisitando a disco music é tudo que você precisa ouvir. Extremamente sensual e flertando quase que direto com o sample do clássico que leva o nome da música, impossível não dançar com esse pancadão. Coloque sua calça boca de sino e se jogue nas pistas. Atualíssima. 





7º HAPPILY NEVER AFTER (2008)
Baladinha deliciosa mais esquecida no churrasco do que a carreira da Melody. Piada idiota à parte, espero que reencontre os holofotes nessa turnê.  Merecia ter algum reconhecimento, sua a melodia é linda e tem uma pegada girlie rock que lembra aquele movimento que girou nos anos 2000.




6º WHEN I GROW UP (2008)
A favorita de muita gente, tendo em vista que ainda é muito coreografada e tocada nas festas pop. É épica, barulhenta, estruturada: cheia de camadas, verborrágica e icônica. Talvez seja o single que mais represente a essência de Nicole e trupe, Lembra muito Britney Spears e não é à toa, a música foi originalmente composta pra ela mas a gravadora rejeitou. É um electrop abusado e ofegante. Puro êxito.


5º JAI HO WITH. A.R. RAHMAN (2009)
O início do fim, a música do filme Quem quer ser um milionário? foi lançada com o nome de Nicole como feat. e destacado das Pussycat Dolls. Essa versão, digamos, americanizada é uma explosão de cores, um hino moderno, globalizado e celebrativo.





4º I HATE THIS PART (2008)
Seria lançada como primeiro single solo de Nicole mas como o projeto foi cancelado na época, acabou entrando no que seria o último disco do grupo. IHTP possui uma simplicidade estética muito interessante. Música é sobre melodia, o piano é tudo aqui! A interpretação de Nicole é de forte presença, a execução toda é perfeita. Inesquecível.



3º SITCKWITU (2005)
Ninguém solta a mão de ninguém! Essa é A BALADA do grupo, quem concorda, respira. A brincadeira boba no título, a declaração assoviada no ouvido, as referências do soul noventista, tudo encaixa perfeitamente em harmonizações vocais precisas. Não à toa foi indicada para o Grammy de melhor performance duo ou grupo.



2º DON'T CHA (2005)
A música que fez a gente se apaixonar por PCD afinal garotas afrontosas é tudo nessa vida. É a  mais icônica da carreira e eterno meme indireto ou direto - don't cha? Um hino gay para muitos. Um hino ponto para todos. Atingiu a posição #2 na parada máxima da Billboard e é fervo certo em qualquer house party. Música pop is all about fun! Um clássico moderno que jamais será esquecido.






1º HUSH HUSH (2009)
Ainda bem que lançaram essa versão de Hush, a original era baladinha que não ia pra lugar algum, ao contrário dessa exuberante jornada disco. Sim, os elementos disco estão por todos os lados. O choro no começo e a explosão no final catapultada por I Will Survive transforma a experiência de uma aparente simples canção numa trilogia de sensações. Se alguém duvida da vocalista que Nic é,  ésse é o atestado de sua magnitude vocal. 


Um comentário: